quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Conto:Filho da Escuridão


Sempre com seu fone de ouvido,cabelos ao vento e sua bolsa de lado,por muito tempo Keyte viveu sozinha sem amigos,familia,sempre se sustentou.
Quando o sino da igreja tocava ela sabia que era hora de pegar sua bolsa e colocar seu fone de ouvido,acabara seu espediente,Keyte era garçonete de uma lanchonete.
Sempre disperça,keyte foi para o ponto de ônibus onde via sempre um homem branco de cabelos nos ombros parado na esquina,esse homem passou a lhe observar todos os dias a dois mêses atrás Keyte sentia algo por ele mais não sabia o que era.
Keyte:O que esse homem pensa?o que ele faz da vida?so sei que o conheço de algum lugar.
Keyte sempre se perguntava.nesse dia Keyte estava triste,quieta..como sempre estava a caminho de sua casa em direção a rua Morgue.Na rua Morgue todos dormiam,Keyte sempre passava por laá todos os dias,já passava de meia noite e meia,ela estava louca para chegar em casa tomar um banho e dormi pois não se sentia bem.
Ela não parava de pensar no homem que via todos os dias a meses naquela esquina,faltando apenas uma quadra para chegar a sua casa Keyte ouvi um barulho longi,olha para trás mais naão ver nada,continua andando,sente que esta sendo seguida.
Keyte:Quem está ai?
Homem:Sou eu Keyte.
Do escuro,de trás das arvores e arbustos saiu um homem de sobretudo,com as mãos no bolso e cabeça baixa.
Homem:sempre estive a observa-la.
Keyte:você é o cara da esquina..o cara que passou a me observar a algum tempo.
Homem:sim sou eu,não se lembra de mim? -o homem tira o capu e Keyte pode ver teu rosto.
Keyte:não..você é o cara que..
Homem:sim keyte sou eu Stephen. -derepente um vento passa pelos seus cabelos,e Keyte ve o homem de cabelos nos ombros ao teu lado.
Keyte:você não me assusta mais,seu infeliz,a tempos vivo escondida..tentando sobreviver na escuridão,tudo por sua culpa,trabalho na noite,vivo na noite..isso tudo por sua culpa seu canalha.
Stephen:calma moçinha,não vim lhe fazer nenhum mal.
Keyte:eu me lembro muito bem daquela noite.Eu estava saindo do millanclub quando
você me abordou,me deixou viva.Por que? por que vc me deixou viva?
Stephen:Quem disse que vc está viva?
Keyte:tá você entendeu..
Stephen:Vejo que você a cada dia que passa está mais fraca; não está se alimentando de sangue humano ne?
Keyte:não,eu nem queria isso pra mim,sobrevivo agora tomando sangue de coelho e animais pequenos depois que beijei você acho que fiquei inconciente de quase tudo,lembro que você tocava meu corpo,você me ipinotizou..eu fingi que não havia percebido mas voce estava ciente do que estava fazendo enquanto você se aproveitava do meu corpo...
Stephen:foi para o seu bem que eu fiz isso,porque preciso de você,precisava da tua imortalidade também eu ja sabia que nada ia lhe acontecer depois porque você também se entregou com desejos não te forcei a nada resolvi,me revelar pra você hoje porque estava lendo sua mente e vi que se perguntava o porque do homem estranho
lhe observar tanto,Keyte eu a transformei por que eu a amo.só tenho que te informar que corre mais perigo do que você imagina,por isso sempre estive atento te dando segurança existem humanos que nos caçam,eles podem te achar,Keyte vem comigo,viva comigo,lhe darei sangue humano e você ficara mais forte.
De repente Keyte ficou tonta e caiu nos braços do Stephen.
Keyte:Stephen estou fraca,não consigo pensar direito por favor me salve.
Stephen mordeu forte teu braço e colocou na boca de Keyte para que ela tomasse.
Keyte:Stephen,Eu quero viver com você.Sinto que tem algo em mim que me leva a você.
Stephen:Sim,Keyte.. você esta grávida de um filho meu.

Autora:Eliane Cristina e "Tbum"

3 comentários:

  1. Quee lindoooooo, Eliane e ' Tbum" parabéns...
    quero mais novos posts estou amando
    Beeijão

    ResponderExcluir
  2. Gostei da História, da pra fazer um filme! hehe

    ResponderExcluir

COMENTARIOS AQUI ('')(º,..,º)('')